ESPIRITO SANTO PODE SE TORNAR O CAVALO PARAGUAIO DO PROJETO “LIXO ZERO SOCIAL 10”


O estado do Espirito Santo, levou todos nos crer que sairia na frente de todos os estados do Brasil, afinal foi quem conquistou pelo SINDETAP uma das primeiras diretoras federais.

Foi o primeiro estado a fazer uma apresentação a todos os prefeitos do estado, diretamente da associação dos prefeitos do Estado do Espirito Santo.

Foi o primeiro a conquistar uma entrevista diretamente da Rede Globo de televisão e em seguida da TEV Record em horário nobre

Graças a todas estas conquistas fez jus ao lançamento do projeto em nível nacional em seu estado, mas parece que tudo isto era uma bolha, pois tudo leva a crer que o estado do espirito santo será comercializado por outros estados do Brasil, hoje muito mais ativos socialmente e também comercialmente do que o Estado do Espirito santo que parece ter se estagnado.


É evidente que nosso projeto embora seja um projeto social, tem sua ramificação empresarial, mas em momento nenhum inverte a ordem destas prioridades e a nossa prioridade sempre foi o social.

Percebemos que ao passar dos meses e até anos, a vocação dos integrantes de nosso projeto no estado do Espirito Santo era muito mais empresarial do que social e através desta matéria queremos deixar bem claro que outros estados com vocações sociais muito mais fortes do que as existentes no estado do Espirito Santo irão ter realizações empresariais e comerciais bem ai... dentro do estado de vocês.

Resumidamente o estado do Espirito Santo está liberado a partir desta data para ser comercializado por qualquer integrante do SINDETAP, ACDB ou até mesmo do Elo Social de qualquer estado vez que este estado se mostrou indiferente a necessidade de descer do muro e assumir uma postura de verdadeiros líderes sociais que é o que o Elo Social Congrega.

Passamos a postar algumas fotos agora para que fiquem para a história de que tentamos todas as possibilidades de tornar nosso projeto viável ai no estado do Espirito Santo através dos Capixabas, mas agora não temos outra oportunidade senão fazer isto através de outros brasileiros de outros estados, porém brasileiros da mesma forma.






169 visualizações1 comentário